{
Como Funciona a Auriculoterapia e os Seus Benefícios
}

A auriculoterapia é uma terapia alternativa que está crescendo cada vez mais no Brasil. Conheça um pouco mais sobre essa técnica aqui!

De forma geral, a auriculoterapia, como o próprio nome já deixa entender, é uma técnica onde são estimulados os pontos distribuídos no ouvido externo, chamado de aurícula.

Esses pontos estão relacionados a diversas partes do corpo e quando são estimulados se conectam ao sistema nervoso central, sendo capaz de aliviar sintomas físicos, dores e até mesmo problemas psicológicos.

Vale ressaltar, que a auriculoterapia é um tratamento complementar, uma técnica alternativa, que busca tratar os problemas que já forem diagnosticados pela medicina tradicional.

Através dessa técnica então, é possível amenizar a enxaqueca, ansiedade, depressão e insônia, por exemplo.

Isso porque, a orelha humana tem centenas de pontos capazes de oferecer sensações de relaxamento e equilíbrio corporal.

O surgimento da auriculoterapia

A auriculoterapia é uma derivação da acupuntura e a sua técnica é datada desde os primórdios da medicina chinesa tradicional.

Através de livros antigos encontrados por arqueólogos, esse método foi descoberto, onde estavam detalhadas as ligações dos órgãos humanos, membros e sistemas, com os pontos do ouvido.

Assim foi possível conhecer e desenvolver mais ainda a auriculoterapia, como hoje é conhecida.

Esse método está incluso em um conjunto de técnicas terapêuticas e atualmente é uma das terapias orientais mais difundidas e populares no mundo todo.

A auriculoterapia é indicada para o tratamento e prevenção de várias doenças, sendo reconhecida até mesmo pela Organização Mundial da Saúde.

Inclusive, foi criado um grupo chinês chamado de Grupo Nacional de Trabalha em Auriculoterapia, com o intuito de dar mais ainda credibilidade para as pesquisas feitas nessa área.

Como funciona a auriculoterapia?

O método é realizado utilizando os pontos presentes na orelha, pois acredita-se que o formato da aurícula é semelhante a um feto humano.

Antes de começar o processo, o terapeuta deve conversar com o paciente, assim ele saberá dos problemas que levaram aquela pessoa a procurar esse método alternativo.

Basicamente, esse processo de conhecimento entre profissional e paciente é feito através de uma entrevista, onde são preenchidos alguns formulários.

Após esse contato inicial é então realizado o tratamento adequado, onde serão ativados os pontos necessários para o determinado problema do paciente.

É importante lembrar que os ouvidos externos não são todos os iguais em todas as pessoas.

Por essa razão, é preciso procurar um profissional instruído e capacitado, que consiga identificar os pontos corretos de maneira mais precisa em cada indivíduo.

Esse processo de identificação dos pontos que devem ser estimulados é realizado, em grande parte das vezes, por meio de testes eletrônicos ou pela palpação do ouvido.

A ativação dos pontos é realizada por meio da aplicação de agulhas de acupuntura, método bem conhecido.

Existem dois tipos de agulhas para esse processo, as intradermas e as filiformes.

As agulhas filiformes são aquelas pequenas e finas e podem fica no local de 10 até 30 minutos, já as intradermas ficam embaixo da pele por até 7 dias – como o próprio nome já deixa entendido.

Além disso, também são colocadas sementes presas por fitas adesivas na pressão, assim é tratado o paciente.

A semente mais comum usada na auriculoterapia é a de mostarda, que pode ser aquecida ou não e deve permanecer no local por até 5 dias.

É possível utilizar até mesmo esferas magnéticas, que funcionam de forma semelhante as sementes, fazendo pressão no ponto determinado pelo profissional.

O número de sessões de auriculoterapia depende exclusivamente do paciente, pois cada pessoa tem um organismo diferente, logo o tempo dos resultados não são pré-estabelecidos.

Esse método alternativo vem mostrando ótimos resultados, não é à toa que muitas pessoas estão procurando profissionais da área.

Com a auriculoterapia é possível tratar problemas de articulações, ombro, tornozelo, sintomas da menopausa, problemas menstruais, úlceras gástricas, alergia, asma, problema digestivo, dentre outros.

Contudo, é bom lembrar que ele não deve ser usado como substituto para os tratamentos tradicionais.

O recomendado é que a auriculoterapia seja realizada em conjunto a medicinal tradicional, assim é possível obter os benefícios de ambos os tratamentos.

Benefícios da auriculoterapia

Como você deve ter percebido, a auriculoterapia promove benefícios tanto a nível físico quanto psicológico.

O que torna a técnica ainda mais positiva é que muitas vezes é possível obter melhorias já na primeira sessão.

Além disso, o método é totalmente confortável, sem uso de produtos químicos que, por vezes, viciam, como é o caso dos analgésicos usados para aliviar dores.

Dentre os benefícios da auriculoterapia, podemos ressaltar alguns:

  • Alivia a insônia;
  • Reduz o cansaço físico e psicológico;
  • Alivia dores;
  • Auxilia no tratamento do vício de tabaco;
  • Ajuda a melhora problemas de zumbido, vertigem, labirintite;
  • Auxilia no emagrecimento;
  • Equilibra o organismo;
  • Equilibra o organismo;

Quando fazer o tratamento da auriculoterapia?

A auriculoterapia não serve apenas para melhora dores físicas e psicológicas, o seu tratamento pode ser realizado até mesmo para combater diversos problemas.

Por esse motivo, não existe uma indicação de quando se submeter a esse método, pois a qualquer momento ele é sempre bem-vindo.

Então, se você procura métodos alternativos para se sentir relaxado e quer deixar mau hábitos de lado, por exemplo, essa é uma alternativa totalmente viável e segura.

Se você sofre com dores de cabeça, ansiedade, problemas com tabagismo, dentre outros, a auriculoterapia também é um método voltado para você.

Inclusive, se você procura salão em Itapevi que ofereça esse método alternativo, a Grazy Esmalteria e Beleza estará pronta para lhe atender.

Contraindicações da auriculoterapia

A auriculoterapia possui algumas contraindicações e é sempre importante conhecer os casos em que ela deve ser evitada:

  • Gestantes;
  • Pessoas com cortes, queimaduras e eczemas na região da orelha;
  • Pessoas com cortes, queimaduras e eczemas na região da orelha;
  • Pessoas caquéticas;
  • Pessoas com problemas psiquiátricos não medicados.

Conclusão

Por ser parte de um dos procedimentos da acupuntura e ter o reconhecimento da Organização Mundial da Saúde, a auriculoterapia realmente funciona.

Logo, se você procura solucionar diversos tipos de problemas de saúde, sem precisar usar de produtos químicos, esse método é realmente recomendado para você.

Converse com um profissional, obtenha um tratamento personalizado, procure melhorar a sua qualidade de vida com a auriculoterapia.

Faça um comentário
Your Name
Your Email Address
Sua mensagem